Quem Sou

Ilana Casoy - Divulgação 2 - LivrosIlana Casoy é pesquisadora e escritora na área de violência e criminalidade. Formada em Administração pela FGV e Especialista em Criminologia pelo Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM) também é membro do Núcleo de Antropologia do Direito da USP – NADIR e Membro Consultivo da Comissão de Política Criminal e Penitenciária da OAB-SP.  Colaborou com a Polícia Civil e/ou Técnico Científica, Ministério Público e Advogados de Defesa de São Paulo e de outros estados para ajudar na elaboração da análise criminal de casos em andamento. Em suas palestras, trata de assuntos relacionados à criminalidade e violência, com recurso de documentários de suas entrevistas com os assassinos. Têm quatro livros publicados: Serial Killer – Louco ou Cruel? e Serial Killers – Made in Brazil – publicados pela DarkSide Books e o Quinto Mandamento – Caso de Polícia – 7ª edição, lançado pela Ediouro e A Prova é a Testemunha – publicado pela Larousse.

Arquivos Serial Killers: Ilana Casoy – Louco ou Cruel?

A primeira parte de Louco ou Cruel? aborda os serial killers sob diversos aspectos e à luz da Criminologia, do Direito, da Psiquiatria e da Psicologia, e dedica-se a dissecar este universo, analisando como tudo começa, quem são as vítimas, os aspectos gerais e psicológicos, os mitos e as crenças, o perfil do criminoso, a psicologia investigativa, a análise do local do crime e a encenação/organização da cena. Na segunda parte do livro, Casoy apresenta em detalhes 16 casos de serial killers que chocaram e marcaram o século XX, entre eles Albert Fish, Ed Gein, Ted Bundy, Andrei Chikatilo, Jeffrey Dahmer, Aileen Wuornos e o Zodíaco, cuja identidade segue desconhecida até hoje. Histórias que habitam as entranhas da humanidade e o que ela tem de pior: frieza, perversidade e falta de sensibilidade que acabam por produzir o mal em escalas inimagináveis.

Arquivos Serial Killers: Ilana Casoy – Made in Brazil

Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por que e com que métodos os serial killers brasileiros atuam. Em Made in Brazil, Casoy relata sete casos de serial killers brasileiros, três dos quais ela entrevistou pessoalmente: Marcelo Costa de Andrade, o vampiro de Niterói, um dos casos e depoimentos mais chocantes do currículo da autora; Francisco Costa Rocha, o Chico Picadinho, que fala de suas lembranças e desejos e Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador. Um relato cruel feito pelos próprios assassinos, conduzido com maestria por quem entende do assunto, que procura guiar o leitor pela sinuosa mente de pessoas frias e com movimentos mais que premeditados para o mal. Além deles, a autora se debruça sobre a vida e os crimes de José Augusto do Amaral (Preto Amaral), Frebronio Índio do Brasil, Benedito Moreira de Carvalho (Monstro de Guaianases), João Guerra Leitão (Monstro do Morumbi) e Pedro Rodrigues Filho (Pedrinho Matador).

Em maio de 2006, lançou ‘O Quinto Mandamento: Caso de Polícia’ Neste livro, Ilana revela em informações exclusivas as pistas que a jovem Suzane Louise von Richthofen, Daniel e Cristian Cravinhos deixaram na cena do crime e destaca o impressionante trabalho pericial e policial empregados a este caso. Munida de uma autorização judicial foi a única civil a participar da reconstituição do crime. Para mostrar toda estratégia dos acontecimentos, conversou com aproximadamente 100 envolvidos na investigação entre advogados, policiais, juízes, promotores e por intermédio dos peritos, tirou dúvidas com os próprios assassinos. Está em sua 7ª edição.

Em agosto de 2010, publicou o livro “A Prova é a testemunha” que traz o relato inédito do júri e mostra como a perícia técnica científica conseguiu provar a participação do casal Anna Carolina Trotta Jatobá e Alexandre Alves Nardoni no assassinato da menina Isabella. Ilana descreveu em seu quarto livro como foi o julgamento dos acusados. Reconstrói os cinco dias de julgamento, que apenas a autora e um limitado grupo de pessoas puderam acompanhar na íntegra, apoiada nos dois anos de trabalhos da promotoria para montar a relação das provas. A autora vive em São Paulo, com o marido, os filhos e seus dois cães.

Ilana Casoy colaborou com o site do canal Investigação Discovery, com a revista Brasileiros e atualmente assina uma coluna no Portal JOTA.info.
A especialista em crimes – que já fez um estágio na polícia científica, quando acompanhou a perícia de homicídios –  fez a pedido do canal FOX o perfil do serial killer Dexter Morgan para a apresentação da série no Brasil. O seriado durou oito temporadas, foi um dos mais cultuadas de todos os tempos e bateu recordes de audiência no mundo inteiro. Ilana Casoy atua como consultora da nova série escrita por Gloria Perez e dirigida por Mauro Mendonça Filho, Dupla Identidade, na Rede Globo. Bruno Gagliasso interpreta um serial killer inspirado em Ted Bundy, cujo perfil é dissecado em Serial Killer: Louco ou Cruel? A série conta ainda com Luana Piovani no papel de uma policial e psicóloga forense, especialista em caçar serial killers.
Em breve, Ilana terá o seu programa de televisão: Crimes S/A, no qual apresentará aos espectadores o mundo do crime e as mentes que o habitam.